nossos diferenciais

cuidamos com carinho de quem amamos

Seviços Santa Fé

O cuidado com a saúde do seu funcionário e o atendimento as normas e legislação vigente são pré requisitos na SANTA FÉ MEDICINA DO TRABALHO, para tal disponibilizamos para você caro CLIENTE, os seguintes serviços:

 

•PCMSO (PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL)
A Norma Regulamentadora – NR7 estabelece a obrigatoriedade de elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO, com o objetivo de promoção e preservação da saúde do conjunto dos seus trabalhadores, devendo este programa, ter caráter de prevenção, rastreamento e diagnóstico precoce dos agravos à saúde relacionados ao trabalho, inclusive de natureza sub-clínica, além da constatação da existência de casos de doenças profissionais ou danos à saúde dos trabalhadores.

O PCMSO deve incluir, entre outros, a realização obrigatória dos seguintes exames médicos:

 

•EXAME ADMISSIONAL 

O exame médico admissional deverá ser realizado antes da contratação do colaborador, visando avaliar suas aptidões físicas e mentais, de maneira a verificar se o mesmo está apto para a função desejada e se o exercício da função pretendida não trará agravos à saúde do mesmo, consiste no preenchimento de questionário apropriado pelo candidato, seguido da anamnese clinica ocupacional e realização de exame de aptidão física e mental, caso haja necessidade, exames complementares serão solicitados, em função dos riscos ocupacionais específicos aos quais o trabalhador estará exposto. 

•EXAME PERIÓDICO

Para os trabalhadores expostos a riscos ou a situações de trabalho que impliquem o desencadeamento ou agravamento de doença ocupacional, ou, ainda, para aqueles que sejam portadores de doenças crônicas, ou ainda quando menores de 18 (dezoito) anos e maiores de 45 (quarenta e cinco) anos de idade, o  exame médico periódico, deverá ser realizado, a cada ano ou em intervalos menores, a critério do médico encarregado, ou se notificado pelo médico agente da inspeção do trabalho, ou ainda, como resultado de negociação coletiva de trabalho.

Para os trabalhadores expostos a condições hiperbáricas (ex. mergulhadores) o exame médico periódico deverá ser realizado a cada 06 meses (conforme anexo 06 da NR-15).

Para os trabalhadores entre 18 (dezoito) anos e 45 (quarenta e cinco) anos de idade, que não se enquadram em nenhuma das situações acima o exame médico periódico deverá ser realizado a cada 02 anos.

 

•EXAME DE RETORNO AO TRABALHO 

O exame médico de retorno ao trabalho deverá ser realizado em situações nas quais o colaborador permaneça afastado do serviço por período igual ou superior a 30 dias, por motivo de doença ou acidente, de natureza ocupacional ou não ou ainda no retorno ao trabalho após o parto, a intenção deste exame é diagnosticar se o trabalhador realmente recuperou sua capacidade física após um período de enfermidade e se o mesmo já está em plenas condições de reassumir seu posto de trabalho, deverá ser realizado no primeiro dia de volta ao trabalho.

Não precisa ser realizado após o retorno de férias.

 

•EXAME DE MUDANÇA DE FUNÇÃO

O exame médico de mudança de função, será obrigatoriamente realizado antes da data da mudança, onde entende-se por mudança de função toda e qualquer alteração de atividade, posto de trabalho ou de setor que implique a exposição do trabalhador a risco diferente daquele a que estava exposto antes da mudança.

Este exame visa avaliar se o colaborador possui a aptidão necessária para exercer a nova função e se o exercício desta não poderá trazer prejuízos à sua saúde.

 

•EXAME DEMISSIONAL

O exame médico demissional, deverá ser obrigatoriamente realizado até a data da homologação, desde que o último exame médico ocupacional tenha sido realizado há mais de 135 (centro e trinta e cinco) dias para as empresas de grau de risco 1 e 2, ou  90 (noventa) dias para as empresas de grau de risco 3 e 4, segundo o Quadro I da NR-4, podendo ter o prazo de dispensa da realização do exame demissional ampliado para mais 135 e 90 dias respectivamente em decorrência de negociação coletiva, assistida por profissional indicado de comum acordo entre as partes ou por profissional do órgão regional competente em segurança e saúde no trabalho. 

Porém, por determinação do Delegado Regional do Trabalho, com base em parecer técnico conclusivo da autoridade regional competente em matéria de segurança e saúde do trabalhador, ou em decorrência de negociação coletiva, as empresas também poderão ser obrigadas a realizar o exame médico demissional independentemente da época de realização do último exame, quando suas condições representarem potencial de risco grave aos trabalhadores.

O exame médico demissional,  tem por finalidade avaliar as condições físicas e mentais do colaborador e observar se ocorreu algum agravo a saúde do mesmo, em decorrência do trabalho desempenhado,  no período em que este trabalhou na empresa.
 
Caso haja necessidade, exames complementares serão solicitados, em função dos riscos ocupacionais específicos aos quais esteve exposto o trabalhador.

É muito importante que o exame seja realizado antes da efetivação da demissão.

 

•ASO (ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL)

O Atestado de Saúde Ocupacional deverá ser emitido após avaliação clínica e dos exames complementares solicitados, de acordo com os riscos da função e a idade do funcionário, nele, constará a conclusão de aptidão do funcionário para o trabalho, e no mínimo: 

O nome completo do trabalhador, o número de registro de sua identidade e sua função, os riscos ocupacionais específicos existentes, ou a ausência deles, na atividade do empregado, indicação dos procedimentos médicos a que foi submetido o trabalhador, incluindo os exames complementares e a data em que foram realizados, o nome do médico coordenador, quando houver, com respectivo CRM; a definição de apto ou inapto para a função específica que o trabalhador vai exercer, exerce ou exerceu, o nome do médico encarregado do exame e endereço ou forma de contato, data e assinatura do médico encarregado do exame e carimbo contendo seu número de inscrição no Conselho Regional de Medicina.

Observação:  Para cada exame médico realizado, citado anteriormente, admissional, periódico, retorno ao trabalho, mudança de função ou demissional, o médico emitirá o Atestado de Saúde Ocupacional (ASO), em 2 (duas) vias, onde a primeira via ficará arquivada no local de trabalho do trabalhador, inclusive frente de trabalho ou canteiro de obras, à disposição da fiscalização do trabalho e a  segunda via será obrigatoriamente entregue ao trabalhador, mediante recibo na primeira via.

 

•PPRA (PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS)

A Norma Regulamentadora – NR 9 estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA, visando à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais.

O PPRA é parte integrante do conjunto mais amplo das iniciativas da empresa no campo da preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, devendo estar articulado com o disposto nas demais NR’s, em especial com o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO previsto na NR-7.

São considerados riscos ambientais os agentes físicos, químicos e biológicos existentes nos ambientes de trabalho que, em função de sua natureza, concentração ou intensidade e tempo de exposição, são capazes de causar danos à saúde do trabalhador, tais como: ruído, vibrações, pressões anormais, temperaturas extremas, radiações ionizantes, radiações não ionizantes, infra-som e o ultra-som, poeiras, fumos, névoas, neblinas, gases ou vapores, bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários, vírus, entre outros.

 

•EXAMES COMPLEMENTARES

Conforme a NR-07, no item que trata das responsabilidades compete ao empregador indicar médico do trabalho de seu próprio SESMET, ou caso esteja desobrigada de possuir SESMET, casos específicos respaldados pela NR-04, indicar médico do trabalho, empregado ou não da empresa, para coordenar o seu PCMSO.

Cabendo a este profissional da área médica, encarregar da execução dos exames complementares previstos nos itens, quadros e anexos da Norma Regulamentadora, profissionais e/ou entidades devidamente capacitados, equipados e qualificados. 

 

Exames estes que deverão seguir as necessidades previstas no PCMSO, em virtude do ambiente, das condições de trabalho e dos riscos a que está ou será exposto cada trabalhador da empresa a ser examinado. 

Para os trabalhadores cujas atividades envolvem os riscos discriminados nos Quadros I e II da NR, os exames médicos complementares deverão ser executados e interpretados com base nos critérios constantes dos referidos quadros e seus anexos, a periodicidade de avaliação dos indicadores biológicos do Quadro I deverá ser, no mínimo, semestral, podendo ser reduzida a critério do médico coordenador, ou por notificação do médico agente de inspeção do trabalho, ou ainda mediante negociação coletiva de trabalho. 

Para os trabalhadores expostos a agentes químicos não constantes dos Quadros I e II, outros indicadores biológicos poderão ser monitorizados, dependendo de estudo prévio dos aspectos de validade toxicológica, analítica e de interpretação desses indicadores. 

Outros exames complementares usados normalmente em patologia clínica para avaliar o funcionamento de órgão e sistemas orgânicos podem ser realizados, a critério do médico coordenador ou encarregado, ou por notificação do médico agente da inspeção do trabalho, ou ainda decorrente de negociação coletiva de trabalho. 
          
Abaixo alguns dos exames complementares realizados pela equipe da SANTA FÉ – MEDICINA DO TRABALHO:
     
- RAIO X 

- ELETROCARDIOGRAMA

- ELETROENCEFALOGRAMA

- AUDIOMETRIA

- ESPIROMETRIA 

- EXAMES LABORATORIAIS

coracao.png

ELETROCARDIOGRAMA

Atendimento especializado desde o diagnóstico até tratamentos de complexidade média.

cerebro.png

NEUROLOGIA

Exames radiológicos e toda tecnologia necessária para diagnósticos e tratamento avançado.

nariz.png

OTORRINOLARINGOLOGIA

A Otorrinolaringologia é a especialidade médica que trata das infecções relacionadas ao ouvido, nariz e garganta.

visite nosso blog também

Confira notícias importantes do mundo da medicina, além de dicas de saúde e bem-estar em nosso blog.

CADASTRE SEU E-MAIL

cadastre-se e receba nosso conteúdo editorial diretamente em seu e-mail